Seres transcendentais, aperreados com as fragilidades de leitura e de atuação de crianças e jovens na transformação do mundo, criam textos dramáticos inovadores para encantar e engajar alunos e professores nas escolas numa missão suprema: poetizar o planeta.